FARMÁCIA CENTRAL 2017-12-17T16:09:58+00:00
FARMÁCIA CENTRAL · AVEIRO NOSSO

Um espaço central da vida aveirense, bairrista e familiar, confidente e dedicada em servir a população

FARMÁCIA CENTRAL · AVEIRO NOSSO

Um espaço central da vida aveirense, bairrista e familiar, confidente e dedicada em servir a população

EMAIL MORADA TELEMOVELFACEBOOK MAPS

A História da Farmácia Central

Dizem os anciãos da Beira-Mar que a soleira em ferro fundido na entrada da Farmácia Central já existia no início do século XX. O Sr. Roque, que já vai nos setentas e alguns, conta-nos que foi o Dr. Augusto Góis quem fundou a casa, mantida pelo mesmo até finais de 70, altura em que um dos funcionários comprou o espaço, o Sr. Valentim Pereira, pai do atual Diretor técnico, o Dr. Mário Pereira.

À volta do Sr. Roque encontram-se talvez uma dezena de cagaréus, entre os cinquenta e oitentas, em conversa de rua, franca e genuína, tal como antes fizeram e ao longo de décadas, os pais ou mesmo os avôs, neste mesmo local, em frente à Porta 26 da Rua dos Mercadores. Diz-se que os assuntos quentes eram muitas vezes discutidos no interior da farmácia, alimentando a ideia de liberdade e democracia. A Farmácia é ainda hoje conhecida como um espaço central da vida aveirense, bairrista e familiar, confidente e dedicada em servir a população.

Nos anos 40, o jovem Valentim Pereira de Castro D’Aire estava de partida para Vila Franca das Naves para realizar o sonho de trabalhar numa farmácia. Pouco tempo depois mudava-se para Meda, aproveitando uma vaga na farmácia “Pereira”, na rua Guiné em Lisboa, seguida de outra em Queluz, terra de palácios e princesas, onde conheceu a menina Adelaide Júlia, com quem viria a casar e constituir família. Em finais de cinquenta, muda-se com a esposa para Aveiro e integra a equipa técnica da Farmácia Central do Dr. Augusto Góis. Pouco tempo depois, nasce na Beira-Mar, na Rua António Rodrigues, o primeiro filho do casal, batizado Mário na Igreja da Vera Cruz.

A infância passada por entre as intrincadas ruas da beira-mar, as antigas ruas do Norte, dos Cães e do Vento, entre tantas outras esquecidas, contracenava com o imaginário dos manuais e utensílios de boticário, alimentando no jovem Mário uma profunda convicção, a de dar continuidade à profissão familiar. Aos 19 anos ingressa na Faculdade de Farmácia do Porto, onde finaliza a licenciatura em 1985, seguindo-se uma temporada como monitor de Bromatologia, interrompida pelo serviço militar de dois anos, que viria a cumprir em Lisboa, na Farmácia do Hospital da Marinha. Retorna a Aveiro para assumir a Direção Técnica da Farmácia Central.

Ao longo das últimas três décadas, sob a direção do Dr. Mário Pereira, a Farmácia Central realizou um esforço de atualização e melhoria dos meios técnicos de trabalho. Foi uma das primeiras farmácias aveirenses a ter um sistema informatizado e conta atualmente com três licenciados em ciências farmacêuticas e um ajudante técnico. A modernização seguiu a par com a preservação do atendimento de proximidade. A leitura de peso e medição da tensão arterial continuam, como sempre, gratuitos. Uma postura que reflete uma paixão pela profissão e pela comunidade, expressas no novo logótipo desenhado pelo Dr. Mário, inspirado na beleza e bairrismo da Beira-Mar, tendo a proa do Moliceiro na égide de uma farmácia de bairro, central na vida de milhares de aveirenses.

Galeria

Contactos

MORADA

Rua dos Mercadores 26,
3800-106 Aveiro, Portugal

Email: geral@farmaciacentral-aveiro.com

HORÁRIO

SEG – SEX – 9:00h – 19:00h

SÁB – 9:00h – 13:00h

DOM – fechado

Mapa