Hospedaria 5 Bicas
— desde 1998 —

A história que para Isabel Lourenço começou na Residencial Palmeira, teve continuidade do outro lado do canal da ria de Aveiro, mais especificamente na Rua Eça de Queiroz, nº 34, onde se encontra a Hospedaria 5 Bicas.
Pode consultar a história da Residencial Palmeira aqui.

O nome da Hospedaria 5 Bicas deriva do próprio largo homónimo, também conhecido como largo Luís de Camões. Este local encerra uma história misteriosa, pois ao observar o chafariz do largo, que supostamente teria cinco bicas, apenas podemos ver quatro. O chafariz foi criado para facilitar a vida dos habitantes da zona, que de outra forma se tinham de deslocar a outros locais mais distantes para obter água. As obras iniciaram-se em 1870 e estavam a cargo do eng. João Honorato da Fonseca Regala. O misterioso nome veio de uma memória já remota, evidenciada na fotografia da página 4 deste documento: ao lado do chafariz existiria uma quinta bica que entretanto foi desativada e onde agora se encontra um bebedouro. Uma história para os aveirenses relembrarem certamente...

De volta à Hospedaria 5 Bicas:
Em 1998, após adquirir um gosto especial pelo atendimento ao público no estabelecimento dos pais, Isabel almejou criar um negócio que pudesse guiar pela sua própria mão. A Hospedaria 5 Bicas, que mantinha atividade desde 1955, estava em 1998, na posse de Cristina Durães. Após negociar o trespasse, Isabel mudou-se de malas e bagagens para a sua nova casa. Nesta fase, Isabel contou com o apoio precioso das filhas, especialmente Michelle, que com 9 anos já ajudava a mãe a limpar as casas de banho e a fazer as camas. Claro, que por vezes, nos furos das aulas, não regressava a casa, uma vez que havia sempre algo a fazer... Isabel por sua vez, assumiu um papel incansável de faz-tudo. Lá perguntava aos vizinhos onde podia contratar um canalizador ou comprar material elétrico e graças à prestabilidade da vizinhança, assim como a sua própria atitude pró-ativa, nenhuma tarefa se tornava impossível. Nada assustava Isabel: era preciso trocar, torneiras, trocava-se, era preciso pintar a hospedaria, pintava-se. Este foi um negócio que se ergueu com suor, esforço e com a ajuda das suas filhas. Hoje em dia, orgulha-se de ter podido dar às suas pequenas aquilo que nem sempre teve o privilégio de ter na sua própria infância. E acima de tudo providenciou-lhes amor e apoio.

Em 2005, contudo, as quatro fizeram, novamente, da Residencial Palmeira a sua casa. Os pais de Isabel tinham entrado na reforma merecida e, pretendendo que o negócio ficasse em família, propuseram a Isabel que se ocupasse da função. Tomar conta dos dois estabelecimentos necessitou de uma nova abordagem estratégica: a Hospedaria 5 Bicas passaria a funcionar como casa de estudantes e assim seria até 2010, altura em que voltou a abrir portas como hospedaria, após uma extensa remodelação que deu uma nova cara à casa. A nossa empreendedora não se ficou, contudo, por aqui. Quem hoje visita a Hospedaria tem à sua disposição oito quartos idealizados pela sensibilidade de Isabel - cada vez mais apurada para as artes decorativas - assim como um pátio bastante agradável onde se pode usufruir de um pequeno refúgio ao ar livre. Outros serviços/comodidades incluem ainda casas de banho privativas, WIFI, pequenos almoços e um protocolo com a BIK&VENTO para descobrir a Aveiro.

Ao reabrir portas em 2010, Isabel antecipou as dificuldades em gerir presencialmente os dois estabelecimentos. As soluções foram variadas, desde contratar ajuda extra para a hospedaria (Gabriela tem sido fundamental, nesta área), até fazer um pouco de 'ginástica', tanto ela como as filhas, entre os dois locais. Michelle e Kayla, porém tinham o seu próprio trabalho e era-lhes difícil ter tal flexibilidade. Foi, então a partir de 2016 que Kayla passou a assumir uma gestão mais presencial da Hospedaria. Tirou o curso de estilista de unhas e não desistiu da sua paixão, nem do seu talento, mas a hospedaria também lhe permitiu crescer e ganhar orgulho na sua função atual. Isabel e Kayla conseguem desta forma, orientar melhor ambos os negócios. Alguns clientes também já conhecem bem esta dupla oferta da família Lourenço. Quando não há vagas nas 5 Bicas, perguntam pela residencial e vice-versa. Alguns até já têm a sua preferência bem estipulada, como por exemplo um grupo de senhores que já não passa sem o pátio das 5 Bicas…

Seja de um lado ou outro do canal, pode ter a certeza que terá uma experiência única ao ser recebido pela Isabel ou pela Kayla, na cidade de Aveiro.  
Hospedaria 5 Bicas

 

2018-11-12T14:13:29+00:00