Paula Matos
— desde 2008 —

'É preciso trabalhar com amor' será talvez a melhor linha orientadora para conhecer a história de Paula Matos, dona do salão de cabeleireiro homónimo, situado na Rua dos Santos Mártires do Alboi, em Aveiro. Paula fez da Venezuela a sua casa dos quinze aos vinte e um anos, onde trabalhou no salão da Da. Fernanda, uma conhecida da família. Após ter ajudado os pais num negócio de lavandaria e tinturaria, a jovem regressa a Portugal onde viveu com um padrinho que considera ser um segundo pai. Com vinte e um anos, inscreve-se no conceituado curso de cabeleireiros 'José Neto', organizado no salão azul da rua Santa Catarina, onde assimila a teoria de noite e pratica de dia. Esta rica experiência imbuiu Paula de valores profissionais que ainda hoje faz valer no seu salão, nomeadamente o respeito por horários e a higiene e segurança que a profissão requer. O curso incutiu-lhe ainda um certo brio profissional, visível em tudo o que esta experiente cabeleireira faz e diz. Ofereceu-lhe, por fim, a possibilidade de estagiar em Aveiro, no salão do senhor Toneca, com quem aprendeu muito e ainda hoje considera um profissional do mais alto calibre. Nesta altura, a jovem, com toda a sua impetuosidade e genica, 'brincava com os cabelos', dominando-os, retorcendo-os e moldando-os à sua vontade. Hoje em dia continua a fazê-lo, mas é a própria impetuosidade que aprendeu a domar, conseguindo desta forma encontrar um equilíbrio perfeito entre a sua experiência e o gosto da sua clientela.

Chegou eventualmente o tempo de deixar o papel de aluna de lado e passar a tomar conta do seu próprio destino.
Inaugurou um salão no edifício Vera Cruz, em sociedade, onde desenvolveu a sua arte e ganhou experiência considerável. Após esta primeira aventura comercial, a nossa empreendedora abriu outro espaço na rua João Mendonça nº 31, onde conseguiu traduzir em termos práticos o que idealizava para a profissão: ter um leque de clientes, perceber o que desejam, e tratar cada pessoa que visite o seu salão, como única. O futuro reservou, porém, uma surpresa terrível a Paula. Um incêndio imprevisível deflagrou na sua loja e deixou o espaço irreconhecível. Contudo, a sua integridade profissional e calor humano valeram-lhe algo que permanecerá para sempre bem guardado no seu peito: a amizade incondicional de amigos e comerciantes da rua João Mendonça, que tudo fizeram para a ajudar a ultrapassar uma fase tão dura. É com um sorriso que Paula recorda pessoas a controlar as chamas até a chegada dos bombeiros, o material emprestado por colegas de profissão, as clientes que vinham ao salão duas e três vezes por semana, ao invés de apenas uma, como era costume... Apenas um ligeiro vacilar da voz de Paula revela as inevitáveis saudades e memórias que tem da rua. No meio de tudo isto, considera que teve muita sorte nas pessoas que conheceu.

A vida é feita de começos e fins, e este evento foi para Paula um começo. Procurou um novo espaço com o qual se identificasse e encontrou-o no local, onde se encontra agora o seu salão. A ria e o jardim desta zona da cidade inspiraram-na para voltar a disponibilizar a sua mestria à cidade ventosa e clientes de todos os cantos do mundo agradecem. Sim, leu corretamente, de todos os cantos do mundo. A relativa proximidade da Universidade de Aveiro traduz-se num afluxo de clientes jovens, entre eles, muitos estudantes de Erasmus, que vêm em Paula uma segunda mãe.
Rivalizando com a juventude da clientela está o staff da casa, amigos, que a cabeleireira trata com a maior estima, mas também com grande exigência. Ana Margarida 'está top nos cabelos', Luciana 'é uma expert em unhas encravadas' e Alejandro Alcaide está a adquirir conhecimento pragmático no seu estágio. A equipa assume-se de resto como tricóloga, uma área que mescla preocupações estéticas e dermatológicas e que contempla a mistura cuidada de produtos, sem nunca sacrificar saúde por beleza. Por seu lado, Paula mantém o seu conhecimento sempre atualizado, fazendo questão de frequentar, anualmente, formações da L'oréal em Paris. Este conhecimento, aliado às máximas de Paula, que colocam a cliente em primeiro lugar, assim como o brio profissional e a capacidade de 'fazer com que as pessoas se sintam em casa', pintam o retrato profissional de Paula. Afirma humildemente que não percebe muito do negócio, mas quem a conhece, sabe que possui todas as competências e técnicas de uma excelente cabeleireira.  
Paula Matos

 

2018-08-03T10:29:21+00:00