Tabacaria 3e
— desde 2014 —

Paulo Senos, proprietário da Tabacaria 3E, situada na Rua Doutor Mário Sacramento nº3, é o que se costuma apelidar de um homem dos 7 ofícios. Chamou 'casa' a Portugal e à Venezuela, enquanto foi fazendo um pouco de tudo, num percurso marcado pela procura de uma vida melhor para si e para a sua família. Emigrou com apenas três meses de idade, com o pai, Sérgio Senos que, com esforço e dedicação, montou uma rentável padaria. Paulo cresceu com os valores de trabalho e honestidade, mostrando-se sempre disponível para ajudá-lo.

Ainda na Venezuela, conheceu a sua futura esposa, a venezuelana Elizabeth Escalante Correa. Porém, a vontade de regressar às suas origens falou mais alto e, com 20 anos feitos, decidiu regressar sozinho a Portugal. Não demorou a encontrar um emprego estável na Pavicentro, onde trabalhou durante sete anos. Foram tempos difíceis, que obrigaram a alguma ginástica e a lidar com a forte saudade da noiva que permanecia na Venezuela. Nas férias dava 'um saltinho' ao outro lado do oceano para visitá-la e acabaram por celebrar oficialmente o seu amor ainda separados pela distância.

Eventualmente a Elizabeth veio também para Portugal. Juntaram as suas poupanças e abriram uma padaria, fazendo uso da experiência de Paulo. Contudo, trabalhar numa padaria não é o mesmo que geri-la e cedo a burocracia, assim como a necessidade de investimento crescente, fizeram-se sentir. Nas palavras de Paulo: 'monta-se uma empresa e no dia a seguir está-se falido'. O fecho do estabelecimento foi inevitável e deixou o casal numa situação deveras precária. Apesar de tudo, Paulo não baixou os braços: foi trabalhar para as bombas de gasolina do Jumbo, na apanha da navalha e numa firma de instalação de antenas e sistemas de segurança. Entretanto a família tinha crescido com a bênção de duas pequeninas que, entre escola, ballet e os cuidados habituais, deixava o casal com pouco tempo para estar com elas em lazer.

Paulo e Elizabeth reavaliaram a sua vida, porque afinal de contas, a vida sem família não é verdadeira vida e concluíram que um negócio próprio seria a melhor solução para conciliar a vida profissional e pessoal. Surgiu então a ideia de montar uma tabacaria e a 21 de maio de 2014 abriram as portas da Tabacaria 3E. Inicialmente Elizabeth, que já era funcionária do Pingo Doce há 15 anos, foi trabalhando pontualmente no recém-aberto estabelecimento até ter certeza de se poder dedicar a 100% a esta aventura comercial. De facto, a decisão não foi difícil. Logo no primeiro ano a Tabacaria 3E conheceu um tremendo sucesso que continua a ter eco nos dias de hoje. O nome do estabelecimento está estritamente ligado às três Elizabeths da família, a mãe e as duas filhas, relembrando Paulo o que mais acarinha e quer proteger.

O sucesso do estabelecimento é explicado pela filosofia simples mas eficaz do casal: orientam o seu negócio de acordo com o que os clientes lhes pedem e asseguram um abastecimento constante de artigos. Paulo relata uma altura em que o stock de tabaco Carelia e de cachimbo era quase inexistente. A sua tabacaria, sempre bem fornecida, chegou a ter clientes da Figueira da Foz e Coimbra, que viam na 3E um ponto de venda seguro para o artigo em falta.

Por outro lado, Paulo faz questão de apostar em produtos diferenciadores. Como sempre quis ter uma 'tabacaria a sério', fez questão de ter um dos maiores mostradores de Zippos e Clippers do país, assim como uma panóplia de mortalhas e tabacos. Mas o maior orgulho de Paulo é o seu certificado 'Habanos point', que categoriza o seu estabelecimento como ponto de venda autorizado destes famosos charutos, assim como possuidor de condições para a sua preservação e exposição. Aliás, a Tabacaria 3E já foi palco para um espetáculo raro: a demonstração da técnica de enrolar os raríssimos charutos cubanos para maravilha dos clientes e curiosos da loja, um evento que felizmente ficou registado em vídeo e pode ser consultada na página de facebook da Tabacaria 3E.

Contudo, um negócio não consiste só em produtos, passa também pela interacção entre as pessoas e a vida 'à porta' da loja. Com efeito, este simpático casal já conquistou o coração da vizinhança, com o seu dinamismo contagiante. Que o digam os moradores da Mário Sacramento, que no Natal passado se maravilharam com uma decoração luminosa digna da época, organizada por Paulo com a ajuda preciosa de um amigo, ou a senhora que foi resgatada por Paulo de um prédio em chamas, em frente à tabacaria.

Este é um estabelecimento que faz jus à expressão 'com as portas sempre abertas'. E não se preocupe, o espaço é pequenino, mas a sua imaculada organização permite encontrar o que procura num ápice...  
Tabacaria 3E

 

2018-05-07T17:23:13+00:00