Odin Tattoo
— desde 2017 —

ODIN · AVEIRO NOSSO

Segundo alguns registos históricos, a tatuagem – forma de modificação corporal amplamente difundida – teve origem no Antigo Egipto​, algures entre 4000 e 2000 a.C.. O descobrimento de múmias com tatuagens visíveis, em plena década de 90, suporta e reforça ainda mais a teoria concernente às raízes deste tipo de arte milenar. Sendo um ritual de origem vincadamente religiosa, é curioso que tenha sido banida da Europa – pela mão da Igreja Católica – e classificada como prática demoníaca, levando a que o próprio Papa a proibisse. Daí aos dias de hoje, a sua evolução histórica já é vulgarmente conhecida: popularizada por marinheiros e prisioneiros ou utilizada para identificar e ostracizar os presos em campos de concentração nazis.

De facto, muito do preconceito que assola, ainda hoje, quem se faz tatuar, limita-se a dar seguimento a uma herança cultural de marginalização continuada, sem nunca procurar entender o fenómeno de desenhar na pele o imutável. É, precisamente, o combate a esse estigma uma das forças-motrizes da Odin Tattoo Estúdio​: quem a lidera, defende que as tatuagens são para todos, pouco importando o género, idade ou estilo de vida. E faz questão que o seu “templo” transpareça essa filosofia.

Com presença física na Rua Almirante Cândido dos Reis, é difícil que alguém se sinta outsider ao entrar neste estabelecimento, mesmo sem tinta no corpo. O espaço, disfarçado de lounge, foi decorado a pensar (também) em quem nunca tatuou. De facto, ninguém diria que por cá se fura o corpo ou se eternizam desenhos na pele, nem que outrora o espaço albergou um restaurante, uma casa de tarot ou um bordel. Voltas que a vida dá.

Vasco Pinheiro – responsável máximo e principal cara da Odin ​- conhece bem essas voltas. Comercial por vocação, iniciou-se na venda de equipamento para tatuar a convite de um amigo. Fez quilómetros porta-a-porta, foi roubado, fortaleceu laços com antigos clientes e desbravou terreno por entre os novos. Todo o suor derramado deu origem à Odin Tattoo Equipments​, para mais tarde eclodir na criação da vertente física da marca, já com o apoio diário de Paula,​ ​companheira de sempre. Inicialmente, as tatuagens na pequena loja em Azurva realizavam-se (exclusivamente) por marcação e só com artistas convidados. Desses dias até hoje, o espaço cresceu. O atual estúdio conta com 3 andares e alguns colaboradores: Alex Almeida e Joana Aguiar são os artistas residentes e encarregam-se das tatuagens, enquanto Rita Cabral abraça a realização de piercings, a par dos artistas convidados que povoam os guest spots, promovidos com cada vez maior regularidade. Numa adição à equipa que ocorreu de forma natural, assim se perfazem os cinco dedos de uma mão cada vez mais robusta e diversificada, recheada de talento e potencial, que se imagina integralmente tatuada.

As sinergias são recorrentes e destacam-se aquelas estabelecidas com a Cáritas/AME ou a Legião 501​, no âmbito da iniciativa Tattoo Solidária​. A finalidade é nobre e o processo não podia ser mais simples: ao convencer os tatuadores a “doar” o seu trabalho, a Odin garante que a receita obtida no decorrer do evento, reverte na totalidade para uma associação de cariz social. Porém, desengane-se quem julga que andar nestas lides desde 2012 torna a inexperiência numa inevitabilidade. Há muito que o know-how tem morada nesta casa. A Odin esteve envolvida na organização das três edições da Oporto Tattoo Expo​, maior evento da arte em território nacional, com morada na cidade Invicta. Para além disso, do palmarés já constam o Setúbal Tattoo Show 2017 ​e o 2ºlugar​, tanto ​na categoria Color ​como na Black&Grey​. Se o talento já lhes era reconhecido há muito, a atenção internacional começa agora a chegar: o convite para integrar o painel de jurados da Malaga Tattoo​ ​Convention​ ​(Espanha) foi prontamente aceite. Da nossa parte, a proposta não podia ser mais óbvia: façam-se à estrada. E à tinta!

VISITE O ATELIER

2017-11-21T22:05:26+00:00